Mostrando postagens com marcador salas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador salas. Mostrar todas as postagens

domingo, 19 de janeiro de 2020

Ideias para uma cômoda restaurada

Cômodas são comumente vistas em decoração de quarto, mas podem ser usadas em outros cômodos. Não jogue fora sua cômoda velha, restaure-a.

ideias-para-reformar-comodas
Piloni Arquitetura


Transformar o visual de cômodas antigas: truques de restauração

Existem móveis que são considerados como coringas para a decoração de interiores. As cômodas, por exemplo, são peças com função importante dentro dos quartos.
Muitas delas são projetadas lindamente, virando ícones representativos de movimentos estéticos. E quando empregadas à uma composição, podem ditar estilo. Por isto, merecem ser admiradas.
Em outros casos, tem-se em casa uma cômoda mais simples, que apenas complementa um determinado quarto. Mas, contudo, por alguma razão, essa peça acaba conquistando o coração do usuário, ganhando valor afetivo.
Pode ser um móvel que foi herdado da família ou que foi comprado em uma loja de antiguidades, com lindos traços e ornamentos. E talvez deva ser restaurado e, assim, voltar a fazer parte da decoração de casa.


ideias-restauracao-comodas
Andrea Bento

ideias-reformas-comodas
Casa Cor Paraguai

Por que vale a pena restaurar um móvel antigo?

Imagine encontrar numa loja de usados, em perfeito estado, uma cômoda de meados do século vinte. Talvez tal móvel pudesse ficar lindo numa decoração em estilo vintage. Ou você poderia transformar sutilmente este móvel para adequá-lo a uma decoração mais moderna.
O que acha desta ideia? O fato é que móveis assim, antigos e de qualidade, com um bom design e construção, não perdem o charme com o passar dos anos.
Sabe aquela cômoda antiga, jogada num canto do porão ou da garagem de sua casa - sem pragas, sem partes faltando, e pouco danificada? Você pode não dar nada por ela, mas saiba que, com um pouco de trabalho, isto poderia ser transformado em um item super atraente para a decoração do seu quarto. E nem seria preciso gastar muito dinheiro para pôr em prática este projeto.

comoda-restaurada
Symon Hilgemberg Santos

blogs-decor
Casa Aberta

Como adaptar uma cômoda antiga à decoração de casa?

Cômodas são usualmente utilizadas em ambientação de quartos. Porém, elas podem ser deslocadas para outras áreas da casa.
Este tipo de móvel funciona muito bem também, dependendo do caso, como substituto de aparador, no hall de entrada; ou como um balcão buffet, na sala de jantar. Também pode ser adaptado como ilha de cozinha; base para vasos de plantas em varanda; e base para cuba de banheiro.

ideias-reciclagem-moveis
Carolina Nathair

ideias-de-ilha-na-cozinha

Em certas situações, mesmo quando algumas ou todas as gavetas da cômoda estão danificadas, sua caixa externa ainda pode ser restaurada. Pode-se tentar até mesmo acrescentar partes novas à sua estrutura.
Assim, desse modo, o móvel como um todo poderia receber uma nova função.  Por exemplo, virar um banco confortável; uma pequena estante; ou um mini bar.


moveis-coloridos
Triplex Arquitetura

comoda-no-closet
Piloni  Arquitetura

comoda-espelhada-ideias-moveis
Casa Cor 2016

Quais técnicas utilizar para restaurar uma cômoda antiga?

Você mesmo pode restaurar sua cômoda antiga no estilo DIY ou “faça você mesmo”. O que acha? Se valendo de técnicas simples, você seria capaz de transformar radicalmente o estado de móvel como este, tornando-o mais espetacular – com ares vintage ou atual, não importa. Inspire-se com as dicas dadas a seguir.
Antes de tudo, é preciso destacar que, em se tratando de um móvel antigo, o processo de restauro deve respeitar certas etapas preliminares. Quando há sinais óbvios de deterioração, alguma medida precisa ser tomada. Se a cômoda for de madeira, pode-se passar uma boa camada de decapante em suas partes para a retirada do verniz ou da tinta antes aplicada, mais uma massa para tapar possíveis imperfeições, como rachas.


Pintura e envernizamento

Depois que a massa de madeira secar, a cômoda deve ser lixada – até ficar bem lisinha – e limpa.
Então, é vez de passar para a próxima etapa do restauro. Para dar o acabamento final e personalizar este móvel, seria preciso apenas dar uma simples pintura. Só isto já provocaria um verdadeiro milagre no visual da cômoda do seu quarto - pode apostar.

comodas-restauradas-ideias
Aline Cobra Design Arquitetura

Com certa imaginação, seria possível criar vários efeitos incríveis de design com a cômoda. Uma boa ideia é fazer sobre a peça um padrão geométrico em várias cores ou em degradê.
Talvez pintar a caixa do móvel de uma cor e o tampo e as gavetas de outra. Ou, quem sabe, trabalhar com uma técnica de envelhecimento em pátina, finalizando com uma demão de verniz incolor, para proteger as superfícies.

blogs-decor
BK Móveis Design

blogs-decoracao
Sarah Rayala

Envelopamento

É possível, então, restaurar uma cômoda antiga, deixando-a ao natural – precisando ser polida frequentemente com óleo especial - ou pintada da cor desejada. Mas outro jeito ainda mais ousado é envelopar ou revestir todas as partes do móvel.
Isto pode ser feito com papel contact, restos de tecido, sobras de papel de parede, partes de fotografias, de revistas, de gibis, e mais. E também com placas de fórmica e até mesmo de espelho.
Para finalizar lindamente este projeto de restauro, atenção aos detalhes. Vale a pena investir em puxadores novos, mais modernos, para a sua cômoda antiga. Quem sabe também fazer um fundo de proteção para o interior das gavetas.
E se algum nicho ficou vazio - porque a gaveta antes existente no local estava muito danificada -, uma solução é preencher o espaço com cestos, por exemplo.
Depois dessas dicas, já escolheu qual cômoda vai passar por esse processo de restauração?

blog-arquitetura
Triplex Arquitetura

blog-decor
Juliana Pippi

Essas dicas de como utilizar cômodas restauradas na decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.

Jeito de Casa Blog - Decoração - Arquitetura

ana maria

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Poucos detalhes, muito estilo. Por dentro da decoração rústica

Estilo bastante procurado para casas de campo começa a marcar presença em ambientes urbanos.




Muito do que pensamos para nosso espaço tem a ver com o momento de vida que atravessamos ou até mesmo o que buscamos viver. Optar por um estilo simples para compor os cômodos é abrir as portas de casa para a tranquilidade, o conforto e a paz de espírito em cada metro quadrado. Entre os estilos que vão por essa filosofia, o rústico talvez seja o mais conhecido no mundo ocidental.


Associada à vida simples do campo, trata-se de uma decoração que se inspira na falta de detalhes, em formas orgânicas e materiais mais brutos. Mesmo contando com elementos que evidenciam a idade e a simplicidade de móveis e de acabamentos, o estilo rústico deixa qualquer imóvel imponente e ao mesmo tempo acolhedor. Atualmente, na decoração de apartamentos de luxo em São Paulo, o estilo natureza está em alta pelo fato principal de trazer calmaria e serenidade em meio ao caos paulistano


A escolha por móveis cheios de personalidade


Um dos pontos que tornam o estilo tão distinto é a característica das peças que compõem cada ambiente. A escolha pela madeira maciça como o pinho ou a peroba rosa são a matéria-prima de enormes guarda-roupas, armários de cozinha e racks com o acabamento aparente. O sofá e as poltronas, também com poucos detalhes e acabamento bruto, procuram contraste em estofados com tecido em padrões como listras, florais ou xadrez. Há alguns anos era preciso investir muito tempo e dinheiro para encontrar móveis antigos que correspondessem a essas características. Hoje, de olho na tendência, algumas lojas de móveis já oferecem opções mais acessíveis de peças inspiradas no estilo. 


Paredes que contam uma história


Os acabamentos escolhidos visam sempre mostrar a força do tempo. O resultado pode ser obra do desgaste ao longo dos anos, como acontece em casas de campo que atravessam gerações, ou utilizando técnicas e materiais que imitam o efeito. Independente de como a característica é alcançada, o objetivo é um só – dar aos acabamentos uma atmosfera mais descontraída e distante de estilos mais modernos e urbanos. Nesse caso, aposte em paredes de pedra, tijolo, cimento queimado (como as encontradas no estilo industrial), revestidas em madeira ou pintadas em tons pastel, mais claros, e tons de terra. Para o chão, além do clássico piso de madeira, comum ao estilo, abuse dos tapetes em fibra de coco ou até mesmo de esteiras de junco ou palha.


Objetos de decoração com espírito simples 


Para deixar mais aconchegante ainda, traga as cores de plantas e flores para o seu ambiente. E, para acompanhar o sossego do rústico em sua sala e seus quartos, invista em cortinas de tecidos mais leves e esvoaçantes em tons mais claros. Na parte da iluminação esqueça os trilhos e spots para dar lugar a candelabros, lustres mais clássicos e abajures. Para completar, espalhe quadros e painéis envelhecidos pela casa. Tudo sem exagero, sempre com bastante parcimônia. O foco é preencher espaços vazios, mas sem abrir mão da simplicidade que construímos até agora.
Ainda pouco presente nos melhores bairros de São Paulo, onde a predominância é por um estilo mais moderno como o industrial ou o contemporâneo, o rústico está começando a entrar no radar de pessoas que buscam trazer elementos de paz e tranquilidade da vida simples no campo para dentro de seus lares.


Obrigada por sua companhia!
ana maria

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Decoração: papel de parede para personalizar ambientes da casa

Há formas simples, rápidas e fáceis  de personalizar interiores. Uma ideia é usar papel de parede para cobrir todos os ambientes da casa.



decoracao-quartos-casal
Projeto: Patrícia Kolonian Pasquini

Papel de parede: confira as novidades!

Toda casa merece receber um toque de decoração. E nada melhor do que poder ver o nosso lar com a nossa cara. Para personalizar os ambientes uma ideia é trabalhar o visual das paredes. Como?

Por exemplo, pintando, aplicando adesivo ou revestindo com papel de parede. Se você deseja mudar completamente os interiores da sua residência, de forma simples, rápida e fácil, pode investir em soluções como estas.

papel-de-parede-tijolinho-branco

Papel de parede: personalize sua casa com ele

Muitas tecnologias evoluíram com o passar dos anos; com o papel de parede não foi diferente. Hoje em dia, há diversas variações deste material.
Sendo assim, agora é possível usar papel de parede não só para personalizar superfícies de salas e quartos, mas de lavabos e cozinhas também. E nos catálogos dos fabricantes é possível conferir muitas estampas bem diferentes, uma mais surpreendente do que a outra.

blog-quartos-decoracao
Tetriz Arquitetura

blogs-decoracao
Helen Granzote

decoracao-quarto-casal
Patrícia Kolonian Pasquini

A decoração com papel de parede é, portanto, bem versátil.. É uma alternativa incrível de tratamento de muitos cômodos residenciais, não importando o estilo – do clássico ao moderno.
Se você quer inovar a o visual do seu imóvel neste instante, considere esta ideia. Verá que isto não lhe custará muito – talvez nem haja a necessidade da contratação de mão-de-obra especializada.
Vá às lojas e confira todas as possibilidades de texturas e estampas de papel de parede que existem disponíveis à venda.

Então, escolha um modelo de melhor qualidade puder, durável, e seja capaz de imprimir melhor a sua personalidade e de toda a sua família. Com sua casa mais colorida, alegre e estilosa – além de mais isolada acústica e termicamente -, será impossível não se sentir aconchegado dentro dos ambientes.

blogs-decoracao
Renata Basques

Qual a melhor forma de usar papel de parede dentro de casa

Como dito antes, hoje em dia é possível encontrar papel de parede em diversas cores, padrões e até texturas também. Assim, é pode-se explorar o material para criar efeitos visuais incríveis e até ressaltar o estilo decorativo dos ambientes.
Por isso, considera-se que saber escolher o modelo ideal – ou modelos ideias - para cobrir as superfícies das paredes de casa seja algo importante.

blogs-decoracao
Renata Basques

blogs-decoracao
Helen Granzote

Comece analisando a decoração da sua casa como um todo, assim você conseguirá estabelecer um padrão do que comprar, evitando que seu lar vire um “carnaval”.
Uma boa ideia, por exemplo, é seguir uma mesma paleta de cor para todos os papéis de parede, variando apenas no desenho de cada um. Então, basta só “vestir seu imóvel”, imprimindo mais personalidade em cada canto que puder.

Para salas, pode-se usar um papel mais chamativo – talvez só atrás do painel para TV ou do sofá. Já nos quartos um mais discreto – apenas nas zonas das cabeceira das camas. 

Na cozinha um temático - lembrando formatos de alimentos e enfatizando a boa saúde. E no lavabo um que suporte mais a umidade - quem sabe até bem forte e brilhante. Em caso de dúvidas, consulte um especialista na área, como um designer de interiores.

blogs-decor
Idealizzare Arquitetos

Papel de parede liso e neutro

Se a sua casa possui dimensões reduzidas é preferível optar por modelos de papéis de parede mais neutros. É uma questão de bom senso. De modo algum isto deve prejudicar a personalização da decoração dos ambientes.
Pelo contrário, isto poderá valorizar os cenários, sem que eles fiquem sobrecarregados demais. Em último caso, pode-se ainda reduzir a área de aplicação do material, à meia parede ou faixa.


Papel de parede estampado e colorido

Agora, o mais legal dos papéis de parede é a possibilidade de trabalhar as superfícies com imagens - criando novas sensações, gerando muitas ilusões.
Por isto é que os modelos estampados e coloridos são tão mais queridos pelos designers e seus clientes. Mas deve-se ter cuidado na escolha do modelo – ou modelos – a ser usado na casa. Estampas com gramaturas maiores são só recomendadas para ambientes amplos.


mesa-com-bancos-e-cadeiras
Andrea Fonseca

Veja o que diz uma especialista:

“Por exemplo, se o ambiente é colorido, você deve ter objetos em cores neutras, mais calmas, porém em um dos objetos deve ter uma das cores que estão inseridas no papel de parede, para que haja sincronia em relação às tonalidades do ambiente.” - designer de interiores Adriana Fontana, Revista Casa Linda, da UOL.

Percorrendo as lojas, você provavelmente se encantará com as variações de papel de parede à venda. Recentemente foram lançados no mercado papéis em degradê, metalizados, com formas geométricas, 3D, que imitam outros materiais – como madeira e tijolo -, e outros mais.

blogs-decoracao
Tatiana Baroni

blogs-arquitetura
Ricardo Freire

blogs-decor
Revista Viva Decora

blogs-decoracao
Cristina Lembi

Opções é o que não faltam. Só invista em modelos que possam enriquecer a decoração da sua casa, sem comprometer o equilíbrio dos cenários, e abuse de sua criatividade.

Essas dicas de como personalizar interiores com papel de parede foram criadas pela equipe Viva Decora.

Siga nossas redes: Instagram - Facebook - Pinterest  

Bjus
ana

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Dicas para ter uma parede de tijolinhos aparentes

Eu sou suspeita... muito suspeita ... pois amo uma parede de tijolinhos!!
Amo tanto que coloquei na parede da sala do meu apartamento um porcelanato que imita perfeitamente os tijolinhos.

decoracao-tijolinhos
      Projeto: Oliva Arquitetura / Foto: Mariana Orsi

Na foto acima vemos um projeto atual que reafirma a tendência dos tijolinhos.

Tijolinhos estão sempre em alta : seja o de barro, os de demolição ou as plaquetas  ( que seriam uma espécie de tijolinho com a espessura bem mais fina)
A verdade é que eles são perfeitos para qualquer estilo de decoração. Para te ajudar, os profissionais da Korman Arquitetos e da Oliva Arquitetura reuniram dicas preciosas para te ajudar na hora da escolha!


blogs-decor
blog-decoracao
    Projeto Oliva Arquitetura / Foto Renan Soares

Se você deseja transformar as paredes da sua casa utilizando os tijolinhos, mas têm dúvidas de qual material escolher, como combinar ou onde é possível colocá-los, o escritório Ieda e Carina Korman, da Korman Arquitetos e o trio de arquitetas Bianca Atalla, Elisa Ju e Fernanda Mendonca, da Oliva Arquitetura, trouxeram dicas incríveis que vão te ajudar na hora da escolha. Confira!


1- Quais os materiais existentes?


blog-arquitetura
                Projeto Korman Arquitetos

Para uma parede de tijolos aparentes, podemos lançar mão de três materiais: maciço – que é o tijolo de barro tradicional, habitualmente utilizado nas construções. “Geralmente encontramos esse modelo nas cores vermelho, palha e mesclado”, diz Fernanda Mendonça.  Também existem as plaquetas, que são opções com menos espessura e maior variedade de tons, ou ainda os tijolos de demolição – que são peças reutilizadas e que têm um aspecto mais rústico e marcante.

“É possível obter esse acabamento de três maneiras – expondo os tijolos já existentes, construindo a parede com esse objetivo e, por último, utilizando revestimentos que imitam tijolos, como os modelos feitos de porcelanato”, explica Bianca Atalla.


2- Contraindicações

blog-decoracao
                 Projeto Oliva Arquitetura / Foto Julia Ribeiro.

Para essa sala de estar, as arquitetas do escritório Oliva Arquitetura usaram o tijolo aparente para revestimento na cor palha. O tijolinho também recebeu uma pintura misturada com água e depois foi lixado, para ficar mais claro em alguns pontos específicos.

A arquiteta Carina Korman revela que não recomenda utilizar tijolinhos em área com umidade - como banheiros e cozinhas - pois se trata de um material poroso. “O contato direto com água acaba danificando o produto, que se desfaz. Nesses ambientes, o ideal é colocar um revestimento que não seja poroso, como o porcelanato”, indica.


3- Quais os cuidados é preciso ter com a parede antes de colocar os tijolos?

decoracao-sala-de-jantar
blog-decoracao
blog-decoracao
       Projeto Oliva Arquitetura / Foto Julia Ribeiro

A parede de tijolinhos foi feita com o modelo de barro tradicional, na qual foi aplicada uma tinta rala, dissolvida em água por toda superfície. Para completar, depois que a tinta secou, o revestimento foi lixado para alcançar o acabamento desgastado desejado.

Se a parede estiver lisinha, ou seja, acabada com massa e pintura, o ideal é que se faça uma série de recortes ao longo da superfície para a massa aderir melhor e o revestimento de tijolo ficar bem firme após a instalação. A arquiteta Elisa Ju ainda pede atenção: antes de criar uma parede de tijolos aparentes, é importante verificar se o imóvel não possuiu tijolos maciços em sua estrutura – principalmente quando a casa ou apartamento são antigos. “Com o tratamento adequado é possível deixar os tijolos aparentes, após descascar e fazer um acabamento de massa e uma pintura na parede”, indica.

Outro cuidado que se deve ter durante a instalação é se atentar a caixinhas de elétrica na parede que irá receber o revestimento: dependendo da espessura do tijolo escolhido, talvez seja necessário trazê-la para frente.


4- Como combinar o tijolo aparente com diversos estilos de decoração?


blog-de-arquitetura
blogs-de-arquitetura
loft-arquitetura
blog-arquitetura
   Projeto Korman Arquitetos / Foto: JPIMAGE.

Os tijolinhos foram pintados de branco para clarear os ambientes do loft e dar um ar mais feminino ao décor.

O tijolinho é um verdadeiro coringa, basta saber empregá-lo. Para quem gosta do efeito do tijolinho, mas tem medo do ambiente ficar rústico demais, o trio de arquitetas da Oliva Arquitetura recomenda instalar o material com junta seca – ou seja, não colocar argamassa de assentamento cinza entre as peças. Isso deixa o resultado mais leve e refinado.

blog-decoracao
                             Projeto Oliva Arquitetura

sala-de-jantar-arquitetura
    Projeto Korman Arquitetos

Quem gosta de uma decoração mais impactante pode optar pelas peças com cores mais abertas, como o tijolo vermelho tradicional. Para aqueles que buscam um visual mais discreto, por sua vez, o ideal é seguir com tons mais claros, como a palha. O importante é combinar o revestimento com o estilo pessoal de cada um e com o restante da decoração da casa.


Siga nossas redes: Instagram - Facebook - Pinterest  

Bjus
ana

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Cozinha cor-de-rosa

Eu não sou uma pessoa apaixonada por rosa.
Mas de vez em quando eu encontro algum projeto tão delicado na cor que fico encantada. Foi o caso desta cozinha cor-de-rosa tão delicada e de bom gosto que trouxe para dividir com vocês a ideia, a inspiração, o projeto de Márcia Addor Interiores...


cozinha-cor-de-rosa

Rosa e branco numa composição delicada para a cozinha pequena muito charmosa.


móveis-cozinha-pequena

Três observações sobre esta foto:

1- Um detalhe bem bacana  que dá um toque muito estilosa na marcenaria é a mesa se prolongar até o teto, quer dizer, o mesmo material se prolongando e servindo de fundo para a prateleira e uma pequenina cristaleira.

2- Outra observação que faço é a respeito dos tijolinhos a vista. Estão colocados com o assentamento junta seca, que é quando não vai massa entre os tijolos, só no verso deles. Mas a dica pra quem ama tijolinho como eu, independente do tipo de assentamento dele, é que por ele ser um material poroso , não deve ficar atrás do fogão, como eu vejo  em vários projetos. Simplesmente porque não é prático  para fazer a limpeza . Cozinhar faz muita sujeira, especialmente quando se faz frituras.
Mesmo com uma ótima coifa que eu tenho em casa por exemplo, ainda há respingos de molho ou de óleo pelas paredes e fogão. Então o material prático a ser usado é um material fácil de limpar, um material liso, como um porcelanato. A parede escolhida para revestir com tijolinho ficou perfeita!!

3- Como ficou bonito o painel, o mini jardim vertical com vasinhos de temperos.
O verde sempre traz vida!  E ter os temperinhos a mão na hora de cozinhar não tem preço!
Alecrim por exemplo, não vai em todo tipo de comida como a cebolinha podemos comprar até picadinha congelada. Então ter o alecrim dentro de casa na hora de fazer a receita especial é uma alegria.


arquitetura-cozinha-pequena

O pendente em trio de lâmpadas acobreado fica perfeito com a cozinha. O rosa e o cobre casam muito bem.

cozinha-pequena-decoracao

As cadeiras parecem ser muito confortáveis assim acolchoadas. Uma delícia fazer as refeições numa mesa aconchegante. Vejo aqui em casa a diferença de conforto das cadeiras da mesa de jantar ( no estilo acolchoada) e da mesa da varanda que é em madeira rústica que é linda, prática (só passar um pano e pronto), mas não é o mesmo conforto.


cozinha-integrada-decoracao

Estou mostrando também a abertura da cozinha para a sala de estar/TV.





Tons suaves e uma sala super arrumada que nos conquista ao primeiro olhar. O rosa se repete na bela poltrona. Gosto da madeira clara com branco pois não escurece nem pesa no ambiente.


Outro detalhe charmoso foi a abertura na parede atrás da coluna criando uma pequena estante que deixa o corredor mais claro. Os quadros coloridos dão vida a decoração.

Imagens Via

Jeito de Casa ❤ 
Todos os posts feitos com muito carinho pra você!

Siga nossas redes: Instagram - Facebook - Pinterest  

Bjus
ana