Mostrando postagens com marcador acessórios pra casa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador acessórios pra casa. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Casa: 5 dicas para evitar acidentes com idosos!

A maioria dos acidentes com idosos acontece dentro de casa, isso já  de conhecimento popular. As vezes por falta de informação, de condições financeiras ou mesmo conhecimento de certas situações vamos deixando as coisas como estão.

Nem precisa ser idoso para se acidentar em casa, basta pisar no pátio com o piso molhado que não é antiderrapante que um tombo pode acontecer... e lá vai um tornozelo torcido, uma clavícula deslocada ou quebrada. Se a pessoa for idosa muito provavelmente o acidente pode ser muito mais grave.
Imagine uma mesa de centro destas todas de vidro, o perigo que pode ser!! Uma vez eu estava numa loja olhando umas cadeiras aqui para casa e bati com tudo numa mesa de centro transparente . Morri de vergonha na hora, mas estava com atenção em outro móvel.

E como diz o ditado: Prevenir é melhor do que remediar!

blogs-decor


Ter autonomia na terceira idade é ter qualidade de vida. Maior independência é maior qualidade de vida. Nesta correria do mundo de hoje nem sempre a família pode estar o tempo todo com os idosos.
Existem profissionais que se especializam neste nicho de mercado e o trabalho deles é fundamental para que a casa seja um lugar mais seguro aos seus moradores, prevenindo assim acidentes.

Flavia Ranieiri, arquiteta especialista com vários projetos adaptados para este público, nos deixa algumas dicas fundamentais para quem está pensando em reformar, construir  ou adaptar sua casa para a chegada da terceira idade, facilitando assim o dia a dia.

"Mapeei fatores que parecem bobos ou irrelevantes, mas trazem chances de um machucado na pele ou queda evitáveis. Um tombo pode causar problemas de saúde irreversíveis e até mesmo levar à óbito", conta a especialista. Com vários projetos adaptados, Flávia explica como os avanços tecnológicos e arquitetônicos vêm se tornando grandes aliados na rotina desse público.

Saiba dos 5 Riscos de acidentes mais comuns dentro de casa e suas soluções!


Risco 1 - Falta de luz adequada

Conforme a idade avança, a visão também envelhece e sofre degeneração. Usar óculos é bastante comum, mas mesmo assim, não impossibilita a limitação visual caso não esteja usando. Sem enxergar clara e nitidamente, ele tem mais chances de tropeçar, escorregar e bater em móveis.

blogs-arquitetura

A solução: 

Não tenha medo de exagerar no número de pontos de luzes. Quanto mais, melhor. Abuse de pendentes, arandelas, abajures, luminárias de mesa e spot de piso, que aumentam a iluminação de paredes, escadas e corredores. Para esses pontos de apoios, prefira opções com dimer, que permite o ajuste gradual da intensidade da luz. Para garantir o aconchego do ambiente, a temperatura da cor deve ser entre 2400k e 3000k (branco quente).

Para quem puder investir, um sistema de automação pode ser instalado para quando a pessoa se levantar do sofá ou da cama no escuro, uma luz de vigília no piso é acionada, ajudando a se localizar e se deslocar, por exemplo, até o banheiro.


Risco 2 - Quinas

Com o tempo, a derme, camada intermediária da pele, perde elasticidade, hidratação e oleosidade. Isso resulta em uma pele mais fina, frágil e mais vulnerável a machucados, infecções e doenças de pele em geral. Uma simples esbarrada nas quinas dos móveis pode machucar a pele mais delicada. E um simples machucadinho pode se tornar um grande problema.

arquitetura-blog

A solução:

Aposte nas quinas arredondadas. Por não terem as temíveis pontas, não ocasionam lesões mais graves. Se não puder trocar o móvel, em lojas de produtos para casa é possível encontrar adaptadores de silicone, que são facilmente acoplados nas quinas tradicionais e fazem o serviço. 


Risco 3 - Pisos e tapetes


Escorregar no chão liso e tropeçar em tapetes são acidentes comuns em qualquer casa. Em casas onde moram pessoas mais velhas, com a mobilidade já comprometida, esses acontecimentos são mais recorrentes. Um piso escorregadio e tapetes mal posicionados podem causar mais do que uma simples queda.

decoracao-arquitetura-casa-idosos


A solução: 


Pisos emborrachados e vinílicos antiderrapantes, por exemplo, dificultam as quedas. Eles são encontrados em várias padronagens e cores. Os tapetes têm uma função importante de acústica e limitação de espaço e não precisam ser eliminados, apenas usados de maneira estratégica. Alinhe-os com o piso, sem desnível, e só os posicione em lugares que garantam a segurança, por exemplo, cobrindo todo o piso da sala, bem preso sob os móveis.


Risco 4 - Móveis não adaptados


Camas altas demais ou baixas exigem um esforço que nem todo mundo tem quando atinge certa idade. Cadeiras com rodinhas podem virar e derrubar quem estiver sentado. Bancadas baixas impedem o encaixe de uma cadeira de rodas. Quando os móveis de uma casa não são adaptados para quem mora nela, viver ali vira um tormento. Além de riscos à saúde, compromete a mobilidade do morador.

arquitetura


A solução

Os móveis de uma pessoa com mobilidade reduzida precisam ser pensados em termos de altura, estabilidade e profundidade. Aposte em bancadas e mesas mais profundas onde caiba a cadeira de rodas, barras de apoio, poltronas ou cadeiras fixas. A cama deve ficar em uma altura onde a pessoa sentada consiga encostar o pé no chão e a perna faça um ângulo de 90º ao sentar.


Risco 5 - Cores homogêneas e falta de contraste

A percepção espacial também sofre mudanças com a idade. O reflexo da luz no piso do banheiro pode alterar a percepção de profundidade e causar confusão - e até uma queda. Objetos com a mesma cor em um mesmo ambiente tendem a não serem vistos por completo, podendo provocar esbarrões ou tropeços.

casa-idosos-cuidados-acidentes


A solução

Opte por elementos com contraste, cores vibrantes e formas diferentes. Assim, os objetos da casa ficam mais visíveis e fáceis de serem desviados.


Gostaram das dicas?
Eu gostei muito da questão das cores, um fator que eu desconhecia. Sobre a iluminação eu também achei maravilhosa.

Se você tiver mais alguma dica pra dividir conosco, deixe nos comentários por gentileza ;)


Jeito de Casa ❤ Posts feitos com muito carinho pra você!

 Siga nossas redes: Instagram - Facebook - Pinterest  

Bjus
ana

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Decoração: Inspire-se nos modelos de persianas!

Antes, quando se falava em persiana logo se pensava em ambientes corporativos. Mas os novos modelos ficam lindos em projetos residenciais.


persiana-madeira-sala
    Projeto Bruno Gap

Arrase com incríveis modelos de persiana na decoração de sua casa

Um sistema já muito conhecido pelos decoradores para o fechamento de janelas são as cortinas. Agora, mesmo que elas apareçam ainda em muitos projetos de interiores, poupo a pouco, têm perdido espaço para os mais diversos modelos de persiana
Algo que antes era empregado apenas em ambientes corporativos agora pode ser visto conferindo beleza e sofisticação também em residências.
sala-chic-persiana
Projeto Bender Arquitetura

Um pouco sobre as persianas | Características e usos

De fato, as persianas ganharam uma notável importância nas propostas de decoração residencial. Esta tecnologia evoluiu tanto que agora é possível usar e abusar deste material para acrescentar mais personalidade aos projetos. 
Mas este toque diferenciado ainda tem a mesma finalidade de antes -das cortinas tradicionais -, que é dar um fechamento adequado às janelas.
Persianas ajudariam a controlar a entrada de luz solar nos ambientes. Elas também garantiriam uma maior privacidade para quem estivesse nos interiores da casa, além de outras possibilidades. 
E os modelos encontrados nas lojas são bem modernos; em várias cores e estampas; podendo combinar com qualquer tipo de decoração, não importando o estilo.  Sendo que ainda é possível controlá-los de forma automatizada,
“Além de funcionais, elas (as persianas) têm um grande apelo decorativo, pois ‘vestem’ a casa. Deixam qualquer ambiente mais elegante e acolhedor.” - Marina Linhares, em reportagem de Revista Casa e Jardim.
blogs-decoracao
Adrocha Arquitetura

persiana-de-madeira
Iná Arquitetura


decoracao
Anna Maya e Anderson Schussler

ideias-persianas-na-decoracao
Amanda Pagliarini Macedo

Os tipos de persianas encontrados no mercado

Há inúmeras versões de persianas à venda no mercado – em vários preços, materialidades, cores, texturas, dimensões e mais. Mas a sua maior diferença tem a ver com as lâminas que as compõem. 
Dentre muitos tipos, as persianas que mais se destacam são as horizontais. A principal diferença é que ela não vedam totalmente a claridade ou a ventilação – com o controle feito por meio do sistema de “basculamento das lâminas”.
Ainda dentro das opções de persianas horizontais, há uma persiana chamada “rolô” - bem prática, com um visual mais clean e clássico. 
Este modelo – como o próprio nome diz - é suspenso ficando enrolado. E também é capaz de bloquear quase que completamente a entrada de luz, fazendo também um melhor controle de calor nos interiores.
persiana-para-varanda-gourmet    Studio Scatena
Outros modelos de persianas horizontais que precisam ser aqui destacados são a “romana”, a “celular” e a “double vision”.
A primeira vai se dobrando enquanto é recolhida; e pode ser feita em tecidos nobres, como os blackouts, barrando ainda mais os raios UV. 

blog-arquiteturaMav Arquitetura
A segunda parece uma colmeia, apresentando um ótimo desempenho acústico e térmico.
arquitetura-persianasHelena Koki Arquitetura e Interiores
E a terceira, mais opaca, bloqueia parte da luz sem tirar a visão do exterior.
tipos-de-persiana-decoracaoEspaço do Traço Arquitetura

Então, por fim, há as persianas verticais. O diferencial deste modelo é que ele vai do chão ao teto, podendo seu trilho de sustentação ficar escondido atrás de uma sanca. 
Seu deslocamento, como pode se imaginar, é feito em sentido horizontal - sendo as lâminas levadas para uma das laterais da janela, ficando sobrepostas. Porém, quando fechada, fica um painel totalmente ocluso, destacando a altura do pé-direito da sala.
arquitetura-persianasArthur Decor

O modelo de persiana indicado para cada tipo de ambiente

Como ressaltado antes, as persianas agora podem ser mais bem adaptadas a projetos de decoração de interiores residenciais. Isto inclui ambientes como salas, banheiros e outros. 
Mas, claro, o modelo horizontal sempre combinará melhor com ambientes de serviço, tipo home office – embora também seja visto em propostas voltadas para quartos.
“Hoje temos persianas com tecnologia para atender às necessidades de cada ambiente.”
“O modelo tem de se adaptar ao gosto, à solução, à proteção e à decoração da casa.”
- Rita de Cássia Tancini Camilo e Graziella Castanheira, em reportagem de Revista Casa e Jardim.
persiana-sala-chicDirlene Serrano
Persianas comuns, como as que são feitas em PVC, metal e madeira sintética – que são mais fáceis de serem limpas – combinam bem com cozinhas e lavanderias.
persianas-para-cozinhasRevista Viva Decora
As que são feitas em bambu, palha ou em fibras têxteis já ficam melhores em áreas íntimas, incluindo salas de estar e de jantar. Aliás, para estes cômodos as em “rolô”, “romana” e “celular” dão um charme especial e controlam bem a luz.
decoracaoVita Arquitetura

E, assim como as persianas horizontais, os painéis verticais também possuem suas vantagens. Neste caso, tal sistema é mais indicado para ambientes com grandes vãos ou grandes panos de vidro. 
arquitetura-persiana
persiana-varanda
Marília Veiga

Observando as imagens fica claro como isso funciona bem para salas com varandas amplas. Agora, é só escolher o modelo de persiana perfeito para sua casa.
persiana-chic-decoracao
Actual Design
Essas dicas de modelos de persiana utilizados na decoração residencial foram criadas pela equipe Viva Decora.

               Siga nossas redes: Instagram - Facebook - Pinterest
                                            
                                             ana

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Dicas: Como decorar com sobreposição de tapetes na sala de estar

Sobreposição de tapetes: tendência que vai deixar sua sala de estar incrível!


como-decorar-com-sobreposição-de-tapetes
Projeto Ana Meirelles

Já reparou como uma sala de estar pode parecer sem graça, sem que tenha um tapete? Uma peça assim muda completamente o visual de sua decoração, deixando o ambiente com aparência mais alegre, sofisticada e acolhedora. 
Mas, para quem não pode gastar dinheiro com um modelo de grandes dimensões, que cubra grande parte do piso do cômodo, pode aderir à tendência das sobreposições.
Sabe o que é sobreposição de tapetes? Bem, é um jeito diferente fazer composições bem legais utilizando tapetes. E esta ideia pode ser aplicada não só na sala, mas também no quarto e em outros setores da casa. 
Aliás, este pode ser o detalhe de maior destaque na decoração destes cômodos, provocando ilusões e sensações bastante inusitadas. Saiba mais à seguir!
living-room-decor
Projeto Rodrigo Maia

Razões para fazer sobreposição de tapetes

O primeiro motivo para fazer sobreposição de tapetes é a economia! Pode-se ir, aos poucos, investindo dinheiro em peças mais caras e de melhor qualidade, só que menores. 
Depois, uni-las para formar um pano maior, único, que ninguém nunca terá igual. Passado um tempo, reorganiza-se outra vez as peças, mudando novamente a cara da sala!
tapetes-sobrepostos-na-decoração
Projeto Ana Meirelles
A sobreposição de tapetes é uma boa alternativa para cobrir grandes áreas de piso – principalmente se o revestimento estiver feio. Também pode servir para delimitar áreas, sobretudo em ambientes grandes ou integrados. 
Formar caminhos, indicando a melhor circulação no espaço. E, por fim, mas não menos importante, complementar a decoração juntamente de sofás, poltronas e mesinhas.
blog-de-arquitetura
Projeto Patricia Martinez

Jeitos de combinar tapetes

As sobreposições de tapetes podem ser feitas com modelos de diversos formatos, tamanhos, materiais e estilos. 
A design Maju Hosken disse, em reportagem de Correio Braziliense, que: “não tem regras, mas, para criar harmonia, é importante ter comunicação entre as cores, misturar uma peça estampada e uma lisa, além de trabalhar com texturas”. No fim, tudo tem que combinar com a casa e com os donos!
decoração-tapetes-dicas
Projeto Hildebrand Silva Arquitetura
Para o seu lar, comece estudando o estilo de decoração que quer para a sala. Depois, pesquise quais modelos de tapetes poderiam conferir mais personalidade ao ambiente. 
Então, elabore uma composição que fique bem com o cenário, proporcional ao conjunto, sem se sobressair. Você pode tanto fazer os tapetes combinarem ou contrastarem entre si, como uma colcha de retalhos. Tudo vai depender da sua preferência!
blogs-de-decoração
Revista Viva Decora
Agora, tome cuidado para não carregar demais a sala de estar. Talvez fique melhor montar algo mais simples, com vários tapetes lisos e em tons neutros, um sobre o outro. Mas, também é possível ousar, mesclando lisos e estampados ou padronagens e texturas. 
como-fazer-sobreposição-de-tapetes-na-decoração
By Kami


blogs-de-decoração-e-arquitetura
Revista Viva Decora
Peças em preto e branco juntas são um baixo risco de erros! Só procure não somar mais do que três tapetes na composição! E deixe o de pelo mais alto por cima!


By Kami

sobreposição-de-tapetes
    Projeto Rodrigo Maia
São formas adotadas para sobreposição de tapetes:
  • efeito assimétrico, com uma organização mais despojada.
  • efeito patchwork, composição feita com peças de vários tamanhos e estampas.
  • efeito simétrico ou moldura, com tapete maior e neutro no fundo emoldurando um menor e colorido ou estampado.
living-decorado-tapetes
Projeto Hildebrand Silva Arquitetura
Qual delas você acha que vai ficar melhor em sua casa? Já decidiu? Então, não perca tempo e comece logo esse projeto!
Essas dicas de sobreposição de tapetes em sala de estar foram criadas pela equipe Viva Decora.

Siga nossas redes: Instagram - Facebook - Pinterest  

Jeito de Casa- Blog de decoração e arquitetura
Bjus
ana

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Como fazer um espaço de leitura em casa?


Para todo apaixonado por leitura, poucas coisas podem ser mais prazerosas do que ler um ótimo livro. Tirar um tempo para ler pode ser uma excelente prática e, claro, também uma ótima forma de se desconectar da rotina do dia-a-dia.
Por esse motivo, para todas as pessoas que amam a literatura e que não conseguem sequer pensar a vida sem livros, ter um espaço próprio de leitura é quase uma obrigação. Este ambiente de leitura será, sem dúvida, seu local predileto, o ambiente mais íntimo, cheio de encanto e magia, como os livros.
Para criar esse canto de leitura, vamos precisar primeiro encontrar um espaço calmo. Onde seja possível aproveitar bons momentos em silêncio. Também, precisa ser um local cômodo, aconchegante e harmonioso com a decoração do resto do ambiente.
Aqui estão algumas dicas para a criação de um espaço de leitura na sua casa:
Tenha sempre uma estante

A estante é um móvel que nos permite ter tudo ordenado. Em um espaço de leitura, a estante será o local onde vamos guardar nossos livros que estamos lendo no momento ou de referência, para que fiquem arrumados e com acesso fácil.
Priorize o conforto

O espaço onde será feita a leitura é o parte mais importante deste ambiente (assim como o livro, é claro). E ter uma rede horizontal, além de ampliar o espaço, que às vezes não é utilizado, ainda possibilita um espaço de leitura agradável e personificado. Uma forma moderna e zen, onde todos poderão até desfrutar de uma soneca.
Aproveite a iluminação natural

O local perfeito para um espaço de leitura é sempre ao próximo de uma grande janela, por conta de sua fonte de luz natural que fornece iluminação apropriada para o ambiente. Além disso, a luz quando natural tem um efeito revigorante sobre o nosso corpo. Fazendo com que a leitura seja mais prazerosa e reconfortante.
Não se esqueça da iluminação artificial

Como nem sempre é possível ter luz natural, é fundamental colocar uma iluminação artificial. Para isto, deve ser colocada uma luminária de luz pontual, que possibilite uma ótima qualidade e intensidade de iluminação. Para que se consigamos ler sem esforçar a visão. Podendo ser uma luminária de mesa, uma lâmpada fixa na parede ou até mesmo um suporte, de preferência que possa ser movido, para ser possível direcionar a luz, dificultando a formação de reflexos e sombras.
Entrada Proibida
Se queremos que nosso espaço de leitura se mantenha como um local especial, uma espécie de santuário para onde podemos ir quando precisamos descansar e limpar a mente. Devemos colocar algumas condições e regras que tirem os inconvenientes do ambiente. Proibir o uso do celular, computador e televisão é bastante apropriado nesse ambiente.
Dispositivos eletrônicos geram uma dependência e, mesmo que queiramos relaxar, se tivermos algum deles próximo de nós, certamente ficaremos tentados a usá-lo e a tranquilidade desaparece.

Decoração

A sala de leitura destina-se ao relaxamento e, nesse sentido, as cores que devemos usar para decoração desse ambiente são muito importantes. Devemos evitar cores fortes e brilhantes como vermelho. Escolher tons calmos e graduados como azul, amarelo e verde claro, calmante e relaxantes, ideias para o espaço de leitura.


Você também pode escolher papéis de parede claro com florais, que dão textura e dinamismo à decoração, sem distrair nossa visão do que é realmente importante, os livros. Outra dica é usar velas perfumadas para aquecer a atmosfera e ajudar no relaxamento.


Sala de leitura x escritório

Muitos caem na besteira de associar a sala de leitura a um escritório. A verdade é que as funções dos dois são totalmente diferentes e até opostas. Um escritório é um local de trabalho e, portanto, gera estresse, tensão e uma mente ocupada em problemas e eventos que não são nada relaxantes.


Já a sala de leitura deve estar associada ao oposto. É preciso reinar o entretenimento, relaxamento e liberar a mente com o que gostamos e desestressar.


Essa distinção no nível conceitual também afeta o nível decorativo. Um escritório deve ter uma mesa, áreas de trabalho e prateleiras para armazenar papéis e arquivos.


E, a sala de leitura deve ser destinada ao conforto, de modo que o mais importante são as prateleiras organizadas com livros, uma poltrona confortável, boa iluminação natural e artificial que facilitem a leitura e seus itens decorativos que tornem o ambiente aconchegante.



Usando essas dicas, você irá dar o passo muito importante no início do espaço de leitura na sua casa. Agora é só eleger um ótimo livro e desfrutar.


* Postagem Publicitária

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Dicas para ter uma cozinha estilo retrô

Sabia que uma cozinha pode combinar as beleza do passado com a modernidade e ainda parecer linda e atual? Conheça mais da decoração retrô!


Dicas-para-ter-uma-cozinha-estilo-retro
Projeto Rico Mendonça

Decoração de interiores: saiba como é [nos detalhes] decorar uma cozinha moderna seguindo um estilo retrô!


Um dos modelos de decoração que tem estado em alta nos últimos anos, ganhando cada vez mais adeptos, é a retrô. Trata-se de uma tendência que une a beleza do passado com a modernidade. 
Gostou da ideia? Acredita que esse estilo - nostálgico e confortável - combina bem com o que buscava para sua cozinha? Então, continue acompanhando o texto!
cozinha-aconchegante-decoração
Projeto Triplex Arquitetura
Falou-se em montar uma cozinha retrô. Como seria isso? Bem, seria como elaborar uma decoração para o ambiente inspirada em tempos passados, combinando itens das décadas de 20 até 60. 
É um modelo que passa uma sensação bem romântica, família, bastante agradável! Engana-se que esta “viagem no tempo” faz a casa parecer retrógrada. Na verdade, pode até ficar com visual moderno!
design-geladeira-retrô
decoração-arquitetura-design-retrô
Projeto Mariana Luccisano

Decoração retrô para cozinha

Opções de cores

Primeiro, antes de comprar qualquer coisa para a sua cozinha, é preciso estabelecer uma paleta de cores. Que tons seriam indicados para um ambiente em estilo retrô? Vai depender da década no qual se está baseando o projeto. 
Tons pastéis foram populares até os anos trinta. Em quarenta surgiram várias combinações. O vermelho despontou em cinquenta. E tons como amarelos, marrom e laranja em sessenta.
decoração-retro-cozinha
arquitetura-retrô
Projeto Iná Arquitetura
Você já deve ter percebido que há várias opções de cores que se pode escolher para uma cozinha retrô. Se quiser montar um cenário mais acolhedor, pode investir em tons de rosa e verde, por exemplo. 
Para deixar o ambiente mais descontraído, talvez seja melhor abusar do vermelho. Só lembre de aplicar a paleta de cores escolha também aos revestimentos, móveis e utensílios que escolher! 
cozinha-vermelha
Projeto Farelo Criativo

Revestimentos

Sua cozinha retrô pode ter as paredes pintadas de branco ou em uma cor clara, condizente com o período da história que escolheu como inspiração. 
Você pode cobrir faixas de azulejos com adesivos hidráulicos que lembrem anúncios de publicidade ou figuras de ídolos de outrora. Tal material ficaria interessante aplicado entre o balcão da pia e o armário aéreo. Mas, qualquer área de parede vaga serve!
estilo-retro
blog-de-decoração
Projeto Priscila de Mendonça Silva
Já para o piso, um revestimento cerâmico imitando tábuas de madeira reforçaria a ideia de retrô. Mas, você pode optar também por ir atrás de azulejos vintages originais. 
blog-de-arquitetura
Projeto Daniel Oliveira
Uma composição de peças em xadrez – talvez em preto e branco – faria lembrar as antigas lanchonetes e restaurantes. É algo que remete bem à temática retrô; oferece charme; e ainda assim parece moderno.

Móveis e utensílios

Móveis e utensílios domésticos são elementos importantes na decoração retrô. E existem peças a venda hoje com design inspirado no segmento, como prateleiras, cristaleiras e eletrodomésticos. 
blog-de-decoracao
Projeto Tatiana Baraldi Aguiar
Aliás, os aparelhos elétricos em estilo retrô – tipo geladeira, liquidificador, fogão e luminárias pendentes - são ótimos aliados para ambientar uma cozinha. Geralmente, eles vêm em formatos arredondados e em cores chamativas!
design-retro
Projeto Bruna Simões Garcia

blog-de-decoração
Projeto Rico Mendonça 

Detalhe: o canto da geladeira é a primeira foto do post.

Há mais coisas que você pode colocar em sua cozinha retrô. Por exemplo, toalhas de pano, peças de porcelana ornadas com flores, e bibelôs e puxadores para armário antigos – tudo colorido.
Vale a pena garimpar itens assim nos bazares. Ademais, vasos com flores também são bem vindos à decoração!
decor-retrô
Casa Aberta
Lindas essas cozinhas, não? Vamos lá, crie coragem e decora uma assim em sua casa!
Essas dicas sobre cozinha com decoração em estilo retrô foram criadas pela equipe Viva Decora.