segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Barba de velho, uma planta muito interessante!

Sempre que vejo barba de velho lembro  de presépios, pois esta planta é muito usada  aqui no sul do Brasil  para enfeitá-los, uma lembrança que tenho de infância.
Lembro também das árvores antigas e enormes das cidades da serranas. Minha avó  materna morava no início da serra catarinense. A gente olhava pela janela do carro na viagem e via aquelas enormes árvores nos campos, com muita barba de velho pendurada, um detalhe lindo da natureza.

Esclarecendo: a Barba de velho, não é uma árvore, mas é esta planta que cresce sobre seus galhos!



 Pode parecer uma coisa meio sem vida, mas esta planta sem raiz é da família das bromélias!



" A característica mais interessante desta planta é que ela não possui raízes e pode ser cultivada pendurada em qualquer lugar. Não necessita ser regada constantemente ou muito menos colocada em vasos. Basta pendurar em um local de boa luz e esborrifar água duas vezes por semana"
                                                                                                Frase do site Portal Mundo das Flores. 

Tenha maiores informações sobre a Barba de velho  que muitas vezes confundida com um líquen.


Essas fotos tirei no sítio dos meus cunhados, ontem, na festa de 80 anos do meu sogro. Foi um dia muito especial para ele que estava radiante no meio de familiares e amigos.


Descobri que esta planta linda também tem suas flores.
Neste blog de jardinagem, você poderá espiar uma imagem da delicada flor.


Vou dedicar esta postagem para a  querida Catarina Regina do Blog Casa de Retalhos.
Outra dia conversávamos sobre esta curiosa planta... e você,  já conhecia a barba de velho (ou barba de bode segundo algumas amigas de outras regiões)?


Um ótimo dia para você!
bjs
ana maria


22 comentários:

  1. oi Ana,

    elas me lembram mto qdo iamos pra serra na casa da vó.....

    beijo

    ResponderExcluir
  2. Ana querida, eu conhecia como barba de bode... Será que estou confundindo as plantas? Mas acho que era esta mesmo.
    Fiquei com muitas saudades d minha infância, vc nem imagina...
    Te desejo uma linda e abençoada semana
    Bjos com saudadessssssssssssss
    Vero

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga..
    Será que ela serviria de cerca viva??

    Bjus

    Paula Kasas
    Acabamentos e Complementos

    ResponderExcluir
  4. que beleza a natureza, hein Ana!!

    beijo
    Ju

    ResponderExcluir
  5. Acho linda.... é uma planta que marcou a minha infância tb.
    Parabéns pelo post,adorei as fotos....
    Bjinhos abençoado início de semana
    :)
    Fernanda Eccel.

    ResponderExcluir
  6. Que linda essa planta barba de velho, ainda não tinha visto.
    Felicidades para o seu sogro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Ana Maria, que coisa incrível!
    Eu, neste fim de semana, em Friburgo, tirei várias fotos de árvores com barba de velho, pensando em fazer uma postagem em homenagem a Catarina Regina!
    Fico impressionada com a sincronicidade das intenções entre as blogueiras.
    Já vi outras coincidências muito interessantes nos blogs.
    Suas fotos ficaram lindas e tenho certeza que vão agradar muito a Regina.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana, tudo bem amiga?
    Ana também conheço por barba de bode e sempre compro para colocar em vasos ornamentais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Lindas essas fotos!! Não sabia que era esse o nome.. lembrei da viagem que fiz para os cânions do RS, lá tinha mtas árvores essa planta. E falando de lá, me lembrei agora das araucárias, que eu tbem amo de paixão!! rs
    Boa semana!! bjs

    ResponderExcluir
  10. Eu não conhecia.
    Ou nunca reparei...não sei.

    Sei que me encantei foi com a paisagem inteira e fiquei aqui viajando junto com você pela serra Catarinense...imaginando como deve ser linda.
    Não sei se já falei, mas sou mais de serra do que de praia.

    Quanto ao nosso pequeno, você tem toda razão e penso muito nisso, sabe?
    Antes de engravidar pela segunda vez, tinha muito medo de não dar conta de amar e fazer o mesmo pelos dois.
    Confesso, que ainda tenho.
    Como professora, vejo tantas mães fazerem isso e muitas vezes sem percerber.
    O preterido sofre muito e geralmente é na sala de aula que essa revolta se reflete.
    Peço muito a Deus que me conduza com esse dom que ele nos deu, o da maternidade.

    Obrigada pelo carinho, Ana.
    Me sinto muito fortalecida com tanta positividade que tenho recebido.
    Bjs no coração e uma semana de muita luz e paz.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ana Maria, vivendo e aprendendo, né? Não conhecia essa planta e ela dá um visual bem interessante, tem um quê meio misterioso...Ainda estou no nível básico no quesito jardinagem, mas chego lá! Bom que agora percebi que posso tirar uma dúvidas contigo rs. Beijos e boa semana, Helka

    ResponderExcluir
  12. Belas fotos. As arvores são tão interessantes quanto o nome que teen. Nunca tinha ouvido falar de semelhante arvore.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  13. Oi Aninha!
    Aqui em casa tem um monte delas. Elas se reproduzem muito rápido! Já coloquei na árvores e daí ela se pendurou no painel que tenho de bambu e bromélias, que fica ao lado. Acho bonitas, vigorosas.
    Adorei suas fotos!
    beijocas amiga e ótimo inicio de semana.

    ResponderExcluir
  14. OI ANA, EU JÁ CONHECIA SIM, QUANDO ERA CRIANÇA TINHA MUITAS NO SÍTIO DE MEUS AVÓS...QUE SAUDADE!!PARABÉNS PRO SEU SOGRO!!!BJS MINHA QUERIDA!

    ResponderExcluir
  15. Ana Maria, mais uma vez muito obrigada por não ter se esquecido de mim, e também pela gentileza de dedicar essa postagem pra mim.
    Suas fotos ficaram excelentes, muito melhores do que as que tirei na Florida.
    Estou programando no final do ano ir ao Brasil com o marido e fazer um passeio com ele por Santa Catarina, pois tenho visto tantas fotos lindas desse estado que ando encantada com ele.

    Um grande abraço.

    ps.: Ana, estou fazendo um sorteio no meu blog, se estiver interessada em participar o link é esse http://catarinaregina.blogspot.com/2012/02/sorteio-giveaway.html

    ResponderExcluir
  16. Ai amiga, um domingo num paraíso destes é de babar, hehe, que lugar lindo, amei suas fotos, e não é que essa barba de velho é linda! Acho super bacana seu interesse pelas plantas, você nos dá aula, contando o que encontra nas suas pesquisas, botânica deve ser um hobby seu também, jura que não ama? ehhe. bjos, amiga.

    ResponderExcluir
  17. Ana,
    que post lindo, recheado de belas fotos e de memórias de infância. Amei!
    Acabo de ler seu comentário no meu "Areias de Portugal"... também ando meio atrapalhada... minha filha mudou-se para São Paulo e estou meio perdida sem ela. Mas logo volto a estar aqui inteira... rs
    Parabéns aos sogro pelos 80 anos. Meu pai também completa 80 este ano.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Oi, Ana!

    Venho lá da Regina!

    Que lindas as imagens!
    A barba de pau fazia parte de minha infância e adorava-a. Ficava impressionada com ela e com a forma de como crescia, feito cabelo comprido. Nós fazíamos os ninhos de Páscoa com ela.

    Beijo grande

    ResponderExcluir
  19. Barba de velho não é uma planta, mas sim trata-se de um líquen. O líquen é uma mistura de fungos com algas ou cianobactérias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela informação!!

      Abraço :D

      Excluir
  20. Estive na Semana do Fazendeiro, em Viçosa-MG, vi pendurado, surpreendi quando me falaram que era uma planta e que estava viva, achei tão diferente,que comprei um cacho, toceira sei como chama, pra mim.

    ResponderExcluir

AMO SEU COMENTÁRIO ♥

Responderei as perguntas relacionadas as postagens aqui nos comentários mesmo. Muito obrigada por sua participação!